O que é dog sitting?

Precisando de uma babá para o seu pet? Saiba mais sobre dog sitting e pet sitter: como funciona e quando procurar um cuidador de animais de estimação.

cuidadora de animais de estimação brincando com dois cachorrinhos no quintal

Você sabia que hoje em dia é possível contratar um profissional capacitado para cuidar do seu cãozinho durante os momentos em que você precisa se ausentar?

Nesse post vamos falar sobre o que é dog sitting, o que faz esse profissional e como ele pode ajudar no seu dia a dia a manter seu pet saudável, feliz e com a dose de carinho necessária para não se sentir deprimido.

Babá de cachorro?

Quem tem um pet provavelmente passa pela situação de ter de trabalhar ou estudar e deixar o seu amigo sozinho por longos períodos.

É uma situação desconfortável, porém necessária, já que os pets precisam de atenção, carinho e cuidados necessários para a sua saúde e você, tutor, precisa pagar os boletos do dia a dia.

É normal, no mundo dos humanos, a contratação de babás para tomarem conta de crianças enquanto os pais trabalham ou precisam comparecer a algum compromisso inadiável. Com os pets não poderia ser diferente.

Antes de falarmos especificamente sobre dog sitting, vamos conhecer um pouco mais da história do termo “pet sitter”?

A partir da mesma necessidade dos tutores de pets, que em 1994 surgiu a Pet Sitters International, a primeira associação de Babás de Pets Profissionais do mundo.

O objetivo dessa associação era educar e formar profissionais altamente qualificados para oferecer o serviço de cuidador de pets.

Essa associação deu tão certo que o trabalho de petsitter acabou ganhando notoriedade em todo o mundo.

Mas o que faz um pet sitter?

Basicamente, ele tem a função de cuidar, dar carinho e atenção a um pet nos momentos em que o tutor não está presente. Ele entende e sabe como suprir todas as necessidades do pet.

O Pet Sitter atende de forma geral, enquanto existem aqueles especialistas em determinados segmentos, como é o caso dos Dog Sitters.

Dog Sitting no Brasil

Houve um grande crescimento na demanda por esse tipo de profissional no Brasil nos últimos anos.

Cada vez mais pessoas passaram a tutorar cães, mas em muitos casos, ainda precisando passar longos períodos de tempo fora de casa.

Dessa forma, o Dog Sitter surge como o profissional que vai cuidar e dar carinho ao seu pet enquanto você está ausente.

O Dog Sitter vem na mesma onda que outra profissão que vem ganhando destaque no Brasil: o dog walker, o profissional responsável por levar o seu pet para passear nos momentos em que você não está disponível.

O que precisa ficar claro é que o Dog Sitter não é alguém que vai te substituir como tutor do animal de estimação. Se você não tiver disponibilidade para tutorar um cachorro, o melhor é não pensar nisso por agora.

cão com a cabeça apoiada no colo de uma idosa
Cachorros sempre buscam por companhia e atenção.

Para ficar um pouco mais claro qual é a função deste profissional, vamos dar um exemplo.

Você já deve ter assistido a algum filme em que os pais precisam sair e acabam contratando uma babá para cuidar dos filhos, certo?

O mesmo acontece no caso do dog sitting. Ele é literalmente a babá do seu pet e cuidará dele na sua ausência, principalmente em situações quando o tutor precisa se ausentar por um período de tempo maior.

Dessa forma, vale se fazer a seguinte pergunta: em que situação eu devo contratar um dog sitter?

Para responder a pergunta, precisamos entender também se vale a pena contratar este serviço.

Vale a pena contratar um dog sitter?

A primeira coisa que você deve avaliar é a frequência com a qual precisará contar com esse profissional.

Existem várias situações em que o seu cãozinho precisará de companhia para não se sentir sozinho e deprimido.

Por exemplo, se você passa longos períodos fora de casa, talvez seja necessário contratar um dog sitter para fazer companhia ao seu amigo peludo algumas vezes durante a semana.

Como já falamos anteriormente, é preciso compreender primeiro que ter um pet exige compromisso e responsabilidade e se você perceber que não terá tempo para se dedicar a ele, a melhor opção é não tutorar nesse momento.

Mas caso isso se encaixe na sua rotina, mesmo com uma jornada de trabalho maior, vale a pena conversar com este profissional.

Outra situação em que o dog sitter pode ser extremamente útil é durante viagens.

Se você é uma pessoa que precisa viajar com frequência, principalmente a trabalho, sabe que dificilmente terá a oportunidade de levar o seu pet para te acompanhar.

Também é comum fazer viagens a lazer para locais que não são pet friendly, ou seja, que não aceitam ou hospedam animais.

Sendo assim, pode ser bem frustrante viajar sem ter a certeza de que o seu amigo peludo estará bem.

E para que ele não fique sozinho por vários dias, o dog sitter é a pessoa recomendada para resolver o seu problema.

Além destas situações, existem várias outras em que esse tipo de serviço pode fazer a diferença para o bem estar do seu pet.

Conclusão

Tutorar um pet exige cuidado, carinho e dedicação. Como qualquer outro ser vivo, o seu amigo peludo precisa de companhia, atenção e uma certa rotina que vai ajudá-lo em seu bem estar.

Para as situações em que você não poderá cuidar destas tarefas, é essencial ter alguém que possa fazê-las por você.

O dog sitter é o profissional que vai te ajudar a manter a saúde e o bem estar do seu pet oferecendo todo o cuidado e atenção necessários.

Se você é alguém que passa o dia todo fora ou que viaja com frequência, vale a pena dar uma olhada e pesquisar um pouco mais sobre dog sitting.

Afinal, queremos sempre o melhor para os nossos peludos, certo?

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário