Plantas venenosas, tóxicas para cães

Tem um cachorro em casa ou no quintal? Tome cuidado com algumas plantas, flores e temperos – elas podem até matar seu pet. Conheça!

planta comigo-ninguém-pode

As plantas trazem diversos benefícios para nossa vida. Embelezam a casa, melhoram o oxigênio e têm outras funções como feng shui ou alimentação, como temperos, saladas, frutas e verduras.

Porém, se você tem um animal de estimação em casa, algumas plantas podem ser um pesadelo.

As causas são as mais variadas: seu cãozinho pode ter apenas uma indisposição estomacal ou até mesmo acabar falecendo. Então, é bom ficar atento pra não correr riscos!

Listão: plantas tóxicas para cachorros

Reuni uma lista com plantas que são tóxicas para cães. Cada uma tem uma descrição básica de causas e sintomas.

As plantas estão organizadas por ordem de letra, e aqui você pode encontrar alguns temperos e até frutas também – em alguns casos é comum que algumas plantas assim sejam usadas com fins estéticos.

Vamos lá?!

planta babosa ou aloe
Tem babosa ou aloe em casa? Cuidado com seu pet!
  • Alamanda: náuseas, vômitos, cólica, diarreia, febre, desidratação, irritação na pele
  • Alho: vômito, sangue na urina, fraqueza, alteração nos batimentos cardíacos e abaixa o nível de hemácias no sangue
  • Amarílis ou Narciso: vômito, diarreia, salivação, convulsões, diminuição da pressão sanguínea, tremores e arritmia cardíaca
  • Antúrio: vômitos, diarreia, salivação, asfixia, inchaço da boca, lábios e garganta, e edema de glote
  • Ave do paraíso: náuseas, vômito, tontura, dificuldade para respirar, pouco apetite e morte
  • Avenca: câncer
  • Azaleia ou Rododendro: distúrbios digestivos e alterações cardíacas
  • Açafrão-do-prado ou Açafrão-de-outono: sintomas de irritação nas mucosas, diarreia, vômitos contendo sangue, choque anafilático, lesões comprometedoras dos órgãos internos e supressão da medula óssea
  • Babosa ou Aloe: vômito, desânimo, diarreia, tremores e ter alteração na cor da urina
  • Begônia: irritação e queimação na boca, língua e nos lábios, salivação em excesso, vômito e dificuldades de engolir
  • Beladona: irritação na pele, boca seca, aumento da frequência cardíaca, pupilas dilatadas, confusão mental e febre
  • Bico-de-Papagaio ou Flor do Natal: reação inflamatória, irritações na boca e no estômago, inchaço, dor e vermelhidão na pele
  • Cactus: inflamação da pele e feridas por conta dos espinhos
  • Cambará: dermatite
  • Cheflera ou Planta Guarda-Chuva: irritação das mucosas, salivação excessiva, vômitos, dificuldade de engolir e queimação intensa na boca
  • Cipó-prata: morte
  • Comigo-ninguém-pode: irritação, asfixia e até morte
planta espada de são jorge
Muito comum em casas por ser fácil de cuidar, além de bonita, a Espada de São Jorge pode ser perigosa.
  • Copo-de-Leite: irritação das mucosas, dor severa e edema de glote
  • Coroa-de-Cristo: reação inflamatória, irritações na boca e no estômago, inchaço, dor e vermelhidão na pele
  • Costela de Adão: irritação e edema nas mucosas, asfixia, vômito, náuseas, queimação e lesão na córnea
  • Crisântemo: excesso de salivação, vômito, diarreia e perda de coordenação
  • Cíclame: salivação excessiva, vômitos, diarreia, alteração no ritmo cardíaco, ataques epilépticos e morte
  • Dama da Noite: náusea, vômito, boca seca, falta de coordenação motora, pupilas dilatadas e visão alterada, comportamento anormal, tremores e convulsões
  • Dedaleira ou Campainhas: vômitos, diarreia e problemas no coração
  • Dedo-do-Diabo: dermatite
  • Erva-de-rato: morte
  • Espada de São Jorge: dificultade de movimentação e respiração
  • Espirradeira: distúrbios digestivos e alterações cardíacas
  • Filodendro ou Imbé: queimadura e irritação da boca, excesso de salivação, vômitos e dificuldade para respirar
  • Flor da Fortuna ou Kalanchoe: problemas no coração
  • Flor das Almas: cirrose hepática, náusea, vômitos, cólica abdominal, aumento do fígado e baço, hepatite aguda ou crônica
  • Fumo-bravo: diarreia, inflamação do duodeno, elevação das enzimas hepáticas, gastrite, náuseas, sintomas neurológicos e vômitos
  • Gerânio: vômito e dermatites
  • Glicínia: diarreia, cólicas, náusea e vômito
planta margarida ou bem-me-quer
Bem-me-quer… mal-me-quer?
  • Gloriosa: vômito com sangue, falência dos rins e fígado, supressão da medula óssea e paralisia
  • Hera: coceira excessiva, irritação nos olhos, irritação oral, dificuldade de deglutinação e de respiração
  • Hibisco: causam vômito, diarreia, náusea e perda de apetite
  • Hortelã: vômitos, diarreia e problemas no fígado
  • Hortênsia: boca arroxeada, dificuldade respiratória, vômito, dor abdominal, diarreia e convulsões
  • Jade: vômitos e morte
  • Jiboia: vômitos, diarreia, dificuldade de engolir, excesso de salivação e irritação na boca
  • Lírio e Líro-da-paz: irritação oral, e coceira na pele ou mucosas, irritação ocular, dificuldade para engolir e respirar, alterações nas funções renais e neurológicas
  • Maconha ou Cannabis: depressão, desorientação, perda da coordenação muscular e coma
  • Mamona: vômito, excesso de salivação, diarreia, sensibilidade abdominal, cólicas, desidratação, sangramento nas fezes e elevação da temperatura corporal
  • Mandioca Brava ou Castelinha: asfixia e convulsões
  • Margarida ou Bem-me-quer: aumento na necessidade de urinar, vômitos, diarreia e dermatites
  • Milho (a planta): vômito, perda de apetite e aumento da salivação
  • Oleandro: problemas gastro intestinais, arritmia cardíaca, hipotermia e morte
  • Olho-de-Cabra: náuseas, vômitos intensos, cólicas abdominais, diarreia, desidratação, convulsões, choque e morte
  • Onze-horas: irritação no trato digestivo e respiratório e morte
  • Orégano: irritação no estômago, vômitos e diarreia
planta tulipa
Tulipas também apresentam riscos para nossos amiguinhos.
  • Palma de Ramos ou Palma de Sagu: vômitos, diarreia, fezes com sangue, abdômen inchado, depressão, convulsões, perda de apetite, olhos amarelados e insuficiência hepática
  • Peônia: vômitos, diarreia e morte
  • Pinhão-roxo: náuseas, vômito, cólicas abdominais, dificuldade respiratória, arritmia e parada cardíaca
  • Rosa do deserto: depressão, vômito, diarreia, anorexia, batimento cardíaco irregular e morte
  • Ruibarbo: redução nos níveis de cálcio, falência renal
  • Samambaia: vômito, sangramentos, pontinhos vermelhos pelas mucosas da boca, sangue na urina e anemia
  • Sangue-de-Boi: dermatite
  • Taro ou Taioba: irritação na boca, vômitos e dificuldade para engolir
  • Teixo: tremores, problemas de coordenação motora, complicações respiratórias, problemas gastrointestinais, insuficiência cardíaca e morte
  • Tomate verde: arritmias cardíacas, dificuldade de respirar, salivação abundante, diarreia e vômito
  • Trombeteira, Saia Branca ou Cartucheira: vômitos, náuseas, secura das mucosas, febre, taquicardia, alucinações e dilatação das pupilas
  • Tulipa: alergia na pele, vômito, desânimo, diarreia e salivação excessiva
  • Unha-de-gato: dermatite
  • Vernônia: morte
  • Violeta: gastrite, depressão circulatória e respiratória, diarreia e vômito
  • Ximbuva: morte

Na dúvida, não deixe plantas por perto!

Ufa! Por enquanto a lista é essa – ela irá aumentar conforme formos fazendo mais pesquisas. Se você tiver mais sugestões, deixe seu comentário!

O que fazer se seu cachorro ingerir uma planta venenosa

Não tem segredo: leve-o imediatamente para um veterinário ou hospital.

Não invente soluções caseiras e nem espere para ver se os efeitos irão começar ou passar.

Plantas ideais para quem tem animais de estimação em casa

Se você tem alguma das plantas listadas acima, certifique-se de deixá-las longe de seu cachorrinho. Não é preciso fazer o descarte caso você consiga deixar o ambiente seguro.

Agora, se você não quer correr nenhum risco, separamos algumas plantas pet-friendly que não fazem mal se forem ingeridas (sem excessos, claro) ou se encostarem em seu amiguinho.

Claro, isso pode variar de cão para cão, principalmente os mais alérgicos ou em algum tipo de tratamento. Na dúvida, consulte um veterinário ou simplesmente deixe as plantas em locais que seu cachorro não consiga alcançar.

Nossas recomendações de plantas amigáveis para pets:

  • Alecrim: contém vitamina C e óleos essenciais
  • Bambu: atóxico se ingerido
  • Flor de Camomila: acalma, afasta mosquitos e pulgas
  • Gramínea: ajuda a curar mal estar intestinal (o que pode resultar em vômito nesses casos)
  • Lavanda: perfuma, afasta mosquitos e pulgas
  • Valeriana: causa relaxamento caso ingerida

Gostou? Em breve farei um post dedicado reunindo as plantas mais amigáveis para pets! Fique ligado e aproveite para receber nossos posts em seu e-mail:

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário