Inverno: Dicas e cuidados com cães em dias frios

A estação mais fria do ano chegou? Ou está apenas frio? Conheça doenças, riscos e saiba quais cuidados tomar com seu cachorro no inverno e em dias frios.

cachorro agasalhado com gorro e cachecol

Cães não são imunes ao frio só porque têm o corpo coberto de pelos. Eles também sentem frio – e em alguns casos, até mais do que a gente.

O inverno e dias frios em geral trazem alguns perigos para nossa saúde e para a deles também. Manter seu amiguinho aquecido, bem alimentado e hidratado e com visitas ao veterinário em dia pode ser o suficiente para mantê-lo protegido, mas há alguns detalhes a mais para você dar atenção.

Alguns perigos do frio

Assim como nós, cães também ficam gripados, mais preguiçosos e tendem a se alimentar mal no frio.

Se notar algo de diferente em seu pet, não hesite em levá-lo ao veterinário. Abaixo listo alguns detalhes que merecem alerta:

  • Hipotermia: normalmente os sintomas são inquietude, tremores e ansiedade. É ainda mais preocupante quando o cachorrinho para de se mover.
  • Falta de apetite: fique de olho na quantidade de ração que seu cão está bebendo – idem para a quantidade de água que está tomando. Incentive-o a comer e beber normalmente para manter a imunidade alta.
  • Sedentarismo e desânimo: seu cão está mais preguiçoso que o normal? Incentive-o com brincadeiras. Se ele não responder, é melhor consultar um profissional pra ter certeza de que está tudo bem.
  • Gripe canina: os sintomas são semelhantes aos que a gente tem quando estamos gripados. Tosse constante, espirros, coriza, falta de apetite e desânimo.
  • Patas rachadas ou sangrando: cheque sempre as almofadinhas das patas do seu pet após passeios. Mantenha-as limpas e veja se não há ferimentos. O contato com o chão gelado pode trazer alguns problemas.
  • Focinho quente e seco: normalmente isso é sinal de febre.

Jamais tente medicar seu cão com remédios para humanos ou soluções caseiras sem consultar um profissional.

Como saber se seu cão está com frio

O sinal mais óbvio são tremores, claro. Se seu cachorrinho está tremendo, a sensação de frio está intensa.

Outro sinal é se ele ficar encolhido ao deitar, e até mesmo se ficar deitado mais tempo que o normal.

Dicas para o inverno

Você deve tomar alguns cuidados específicos com seu amiguinho no inverno – mas isso você já percebeu, certo?

Confira algumas recomendações para essa época do ano.

Vacinação em dia

Básico, né?!

A vacina contra tosse canina ajuda a proteger da gripe também. Outras vacinas, como a anti-rábica, a múltipla e a contra a giárdia, também devem estar em dia para aumentar a imunidade do animal.

Tosa e troca de pelos

Quanto mais pelos seu cão tem, mais aquecido ele estará. Então, reduza a frequência das tosas. Se seu cão já tiver pelagem curta, o ideal é não tosar durante o período de frio.

Inclusive, um pouco antes do inverno os cães tendem a perder pelos. Isso é normal: trata-se de uma das duas trocas de pelos que eles fazem durante o ano, sendo uma antes do inverno e outra antes do verão.

Cães que não são tosados dão a impressão de perder mais pelo durante esses períodos, já que os que são tosados têm pelo de crescimento contínuo.

Mas fique atento: se o pelo do seu cão começar a apresentar falhas, coceiras ou feridas, é melhor consultar um veterinário.

Frequência dos banhos

Durante o frio, quanto menos banhos seu pet tomar, melhor. Muitos banhos podem causar infecções e doenças de pele – fora o frio que eles tendem a passar durante o banho.

Se você mesmo der banho em seu cão, tome cuidado com a temperatura da água. Banhos quentes ressecam a pele e podem até mesmo deixar feridas.

Ah, e lembre-se de manter seu cachorrinho sempre seco! Tome cuidado também com a temperatura do secador ou soprador.

Passeios e exercícios

Como comentei acima, é importante manter seu pet ativo em tempos frios. Passeios e brincadeiras são uma ótima forma de fazer isso.

Mas quando for passear, tente evitar sair em horários muito frios ou chuvosos. Se não tiver outro jeito, agasalhe ou vista uma capa de chuva em seu cachorrinho.

Se o sol sair, aproveite! Um banho de sol não faz mal a ninguém – muito pelo contrário. Mas, claro, também há dias quentes no inverno. Então, tome cuidado com o calor do asfalto, que pode queimar as patinhas do seu cão.

Se você reparar que seu cachorrinho anda mais preguiçoso que o normal nos tempos frios, tente aumentar o tempo das brincadeiras para mantê-lo exercitado. Caso você não tenha muito tempo disponível, procure por brinquedos interativos – é possível colocar comida e petiscos dentro desses brinquedos, assim seu pet passará um tempo brincando por recompensas.

cão todo coberto com um cobertor, apenas com o focinho de fora
O frio não perdoa ninguém!

Como aquecer seu animal de estimação

Aqui as dicas são um pouco óbvias – mas, pra variar, há alguns cuidados a serem tomados.

Cães idosos sofrem mais com o frio, e recém-nascidos não podem tomar friagem de jeito nenhum.

O contrário também é ruim: alguns cães têm pelagem própria para o frio e não precisam ser aquecidos com cobertores e roupas. Se você forçar a barra, eles podem acabar ficando com muito calor.

Cama e cobertores

Nem preciso dizer que o contato direto com o piso torna as coisas mais difíceis para que seu cão se aqueça, certo? Um tapetinho ou um cobertor não ajudam muito também.

Quando a Caju chegou, eu ainda não havia conseguido comprar uma caminha, então improvisei alguns cobertores e tapetes no chão. Um belo dia acordamos pela manhã e ela estava tremendo de frio.

Uma cama mantém seu cachorro mais protegido do frio. Forre-a com um ou mais cobertores, até mesmo para facilitar na limpeza, e cubra o animal nos dias mais frios ou à noite.

Roupas

Nem sempre cobrir seu cão é uma boa ideia, até porque eles levantam da cama e saem arrastando o cobertor pela casa. Alguns até aprendem a se cobrir sozinhos, mas na maioria das vezes isso requer um treinamento.

Há diversos tipos de roupas para cachorros, de diferentes materiais, formatos e preços. Você pode vestir seu amigo em dias frios, mas não abuse: ele pode passar mal se ficar com muito calor, ou até se sufocar se a roupa não tiver a medida certa.

Antes de deixar seu pet sozinho com uma roupa, acompanhe-o de perto para ver se ele se adapta.

Aquecedor

Outra dica é utilizar um aquecedor de ambientes. Sugiro o aquecedor a óleo, que tende a ressecar menos o ar.

Mas além do cuidado óbvio (não deixar perto de seu cão para que ele não acabe se queimando), choques térmicos podem fazer um estrago. Então, não tire seu animal de um lugar quente para um frio de uma vez só. Se for algo urgente, vista-o com uma roupinha.

Ajude quem precisa!

Procure ONGs e abrigos, que sempre estão precisando de doações, e ajude com alimentos e cobertores e o que mais você puder.

Muitos lugares aceitam roupas pessoais, lençóis e até mesmo meias usadas – eles transformam tudo em roupas, cobertores e camas para os animais.

Deixe um cachorrinho aquecido nesses dias!

Quantas estrelinhas esse post merece?

Avaliação média: 5
Total de Votos: 10
Inverno: Dicas e cuidados com cães em dias frios

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Avatar
Formado em Publicidade e Propaganda e Design de Publicidade, trabalha com web design e desenvolvimento, mas sempre arruma um tempo pra ler, estudar e escrever sobre cães. Atualmente mora com a Caju, vira-latinha resgatada da rua. Siga no twitter!

Deixe seu comentário